domingo, 24 de maio de 2009

A "tequinologia" do abraço

Recebi, por e-mail, este singelo texto da minha querida Amiga Marta Conceição e me deu uma vontade doida de registrar aqui.
Muito bonitinho!

*¨*¨*¨*¨*¨*

O matuto falava tão calmamente, que parecia medir, analisar e meditar sobre cada palavra que dizia:

"-É das invenção dos homi, a que mais tem sintido é o abraço.O abraço num tem jeito de um só apruveitá. Tudo quanto é gente, no abraço, participa uma beradinha.
Quando ocê tá danado de sardade, o abraço de arguém te alivia...
Quando ocê tá cum muita reiva, vem um, te abraça e ocê fica até sem graça de continuá com reiva...
Se ocê tá feliz e abraça arguém, esse arguém pega um cadiquim da sua alegria...
Se arguém tá duente, quando ocê abraça ele, ele começa a miorá e ocê miora junto tamém!
Muita gente importante e letrado já tentô dá um jeito de sabê purquié qui o abraço tem tanta tequinologia, só qui ninguém discubriu.
Mas iêu sei! Foi um ispírito bão de Deus qui me contô. E iêu vô contá procêis o qui foi qui el' me contô: o abraço é bão pur causa do coração!
Quando ocê abraça arguém, faiz massage no coração i o coração du ôtro é massagiado tamém!
Mais num é só issu não! Aqui tá a chavi do maió segredu de tudo:
é qui quandu nóis abraça arguém, nóis fica com dois coração no peito!"

*¨*¨*¨*¨*¨*

Aos queridos amigos que me leem aqui, o meu mais afetuoso abraço.



Um comentário:

  1. Roberto, o proprietário do seu coração26 de maio de 2009 21:46

    Fiquei feliz ao ler este texto, pois eu sou a maior "vitima" dos seus abraços. E fico muito feliz de te ver realizando mais esta arte, pois sua vida, nosso relacionamento, nosso amor, sempre foi e sempre será baseado primeiramente em DEUS e segundamente nessa explosão de alegria e arte do nosso dia dia. Eu te amo.

    ResponderExcluir